sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

UNIÃO E PAZ NA TERRA E MUI AMOR




UNIÃO E PAZ NA TERRA E MUI AMOR


União e paz na terra e mui amor 
Ao próximo, a causa justa e nobre
Por uma humanidade mais que pobre,
Com toda a dignidade pra repor;

Uma nova esperança pra o mundo
Que, carece de mimos p'lo inverno,
Não tem outro Natal e não vê ano
Novo, tem o tempo todo contado!

Subtraia-se o populismo, riqueza
Dum parecer, o ego d'uma sociedade 
De fachada à raiz de certa pobreza,
Que revela mais que outra verdade!

O que a gente tem é a natureza,
Que temos de estimar com coração!
Viver é, mui mais que ser/ ter, união 
De fato ao oceano da incerteza!

O tempo mudou, vejo gelo a ficar
P´lo muro dum abismo, se nevar
Fazem ski e senão como brincar
E ser criança quando não há lar!

Vejo o mundo todo colorido 
Com ideais, prometido, sobrando,
A um passo de multiplicar tudo,
Não vejo que fermento dê tudo!

Quiçá eu tenha mais outra visão, 
Tão realista quanto a humanidade
Que me assola os dias, numa idade
Que concerte os males duma nação!

Sonho é o que a gente tem de verdade
E eu sonho minha pátria, com fervor,
P´la natureza que deixa saudade:
União e paz na terra e mui amor.