terça-feira, 15 de abril de 2014

…AOS BRANDOS OLHOS DE SEREIA…

…AOS BRANDOS OLHOS DE SEREIA…


Navego no infinito pelo lirismo de Camões
Abraçando uma flor única de seu tom rosa
E pedindo a Deus que o mar te bem traga de volta
Para sermos soneto de letra airosa.

Cubro-me pelo manto de alegres e velhas tradições
Onde se sobejam sonhos à vista pela cartola
E pedindo a Deus que o mar te bem traga de volta
Para sermos amor de tão pompa e fina estola.

Navego no infinito pelo lirismo de Camões
Onde se vence duelos, quão batalhas de travas paixões,
E pedindo a Deus que o mar te bem traga de volta.

Enquanto são demoras o olor rosa emprenha a areia
De letras que não vêem o ancorar por esse mar; planeta
Que navega pelas ondas aos brandos olhos de sereia.

® RÓ MAR
 



 Imagem- Bellissime Immagini